PÍLULAS DE CONHECIMENTO

O que é o Social Selling e qual é a sua importância?

por MEDIAÇÃO INTELIGENTE

12 April 2021    •  4 minutos de leitura

O social selling é uma técnica de venda que anda de mãos dadas com o uso de redes sociais, e a verdade é que o tempo que os utilizadores investem nestas já ultrapassa os 20%. Embora possa ser usado em todas, o LinkedIn e o Twitter são as mais populares. Se ainda não conhece, vamos indicar-lhe o que é social selling e porque devemos implementá-lo na nossa empresa.

De que se trata o social selling

Como já dissemos, o social selling é uma técnica de vendas que tem vindo a aumentar progressivamente a sua popularidade. Graças à transformação digital, os métodos que tinham sido utilizados até agora já não são eficazes. Atualmente, os consumidores exigem produtos personalizados e procuram nas empresas valores que correspondam aos seus próprios valores.

Ao contrário do que o próprio conceito pode implicar, o social selling não se trata de fazer vendas sociais. A quantidade de informação e anúncios publicitários a que os consumidores estão expostos é muito elevada. Como tal, estes tendem a fugir daquelas empresas insistentes que tentam a qualquer preço levar os seus produtos e serviços a potenciais clientes.

Em vez de serem um fim, as redes sociais são um meio para criar uma identidade corporativa e obter leads. As estratégias de marketing incluídas nesta técnica procuram que os utilizadores comprem sem ter que vender, e para isso é necessário fortalecer a relação com estes através do engagement.

Embora este seja um novo termo no mundo digital, os comerciais ou profissionais de vendas têm vindo a colocar em prática o social selling há anos. Agora, a questão é aplicá-lo aos relacionamentos na Internet.

Como colocar esta técnica em prática

As estatísticas indicam-nos quando algo é útil ou não, e de acordo com estas a diferença no alcance dos objetivos entre os fornecedores que utilizam redes sociais e aqueles que não, é de mais de 75%. Então, se quisermos vender, não só devemos estar no lugar certo, como também devemos ouvir os utilizadores.

Então, é suficiente otimizar as nossas redes sociais como o LinkedIn para ter mais sucesso como marca? A resposta é não. Para além da presença nestas, existem outras ferramentas que ajudam a criar identidade. Por exemplo, ol employee advocacy, que consiste em os próprios funcionários serem embaixadores da marca e recomendarem a marca nos seus perfis pessoais. O sucesso atual do influencers deixou claro que a opinião de uma pessoa oferece maior confiabilidade do que o que a própria empresa diz sobre si mesma.

Mas além desta ferramenta, as chaves para o social selling incluem conhecer os utilizadores com os quais interage. As próprias redes sociais oferecem uma enorme quantidade de informações sobre os seus perfis de consumidores. E assim, para além de identificar o grupo-alvo, cria-se um diálogo natural, mas personalizado, que permite ouvir sugestões, preferências ou reclamações e interagir num período de tempo muito curto.

Se desejar saber mais detalhes sobre social selling, fique atento porque nos nossos próximos artigos iremos aprofundar esta técnica.

Interessad@ na transformação digital do teu negócio? Contamos-te como o fazer

Ver mais

Temas chave

PÍLULAS DE CONHECIMENTO

A nova normalidade: geolocalização, privacidade de dados e seguros

A nova normalidade a que teremos de nos habituar inclui, de acordo com todos os peritos, uma mudança muito importante…

11 May 2021

Ler mais

PÍLULAS DE CONHECIMENTO

5 ferramentas empresariais para melhorar o desempenho da equipa de vendas

As necessidades dos clientes mudam com o tempo, e fazem-no com a evolução das tecnologias. A utilização de ambientes digitais,…

23 April 2021

Ler mais

PÍLULAS DE CONHECIMENTO

O que é o Social Selling e qual é a sua importância?

Se ainda não conhece, vamos indicar-lhe o que é social selling e porque devemos implementá-lo na nossa empresa.

12 April 2021

Ler mais